Curso Básico de Discipulado – Lição 13 – O Discípulo e o Evangelismo

Lição 13 – O Discípulo e o Evangelismo

A Bíblia recomenda que preguemos a Palavra ‘a tempo e fora de tempo’ (2 Tm 4.2).

II. ONDE DEVEMOS EVANGELIZAR

Nem todos os lugares podemos fazer cultos e pregações, mas ganhar almas individualmente, sim.

a. Nos cultos:– Após a pregação e o apelo, os ganhadores de almas, deverão estar atentos para levar os ouvintes uma palavra amiga e sincera. Existem pessoas que mesmo sendo convencidas pelo Espírito Santo, precisam de ajuda para fazer sua decisão. Muitos têm dúvidas, temores e diversas dificuldades internas. Nestas horas uma palavra de encorajamento é decisiva.

b. Nos lares:– Jesus disse que o campo é o mundo, o mundo começa à nossa porta, no nosso próprio lar (Mc 5.19). Muitas igrejas que hoje são grandes, começaram em casas particulares.

c. No trabalho:– Jesus chamou seus discípulos, quando eles estavam ocupados em seus trabalhos habituais. Nem sempre é possível evangelizar no trabalho, mas a mensagem que fala mais forte ao coração ímpio é a própria vida de quem prega. Portanto, um bom testemunho constitui-se numa poderosa mensagem.

d. Nos transportes:– No ônibus, trens, metrôs e outros meios de transportes públicos, as pessoas normalmente estão dispostas e desocupadas, gostam de conversar e ler. Quando não podemos falar com alguém, entregar um folheto apropriado é bem oportuno.

e. Nos hospitais, penitenciárias e outras instituições públicas:- A primeira providência é procurar obter a autorização para realizar o trabalho que se pretende. Há pessoas que em boas condições de saúde e em plena liberdade jamais ouviriam o evangelho, mas nestas circunstâncias costumam ouvir de boa mente. Nunca discuta pontos doutrinários ou religião. Lembre-se: seu objetivo é anunciar as boas-novas de salvação!

f. Em todos os lugares:-O convite da salvação destina-se a todas as pessoas em todos os lugares independente de cor, credo, religião, raça, cultura e posição social.

III.REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA EVANGELIZAR

Em primeiro lugar, o ganhador de almas precisa ter a experiência da salvação. Se o crente não tem a convicção plena de sua própria salvação, como poderá convencer os outros?

a. Ler e estudar a Bíblia diariamente:– ‘Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade’ (2 Tm 2.15). ‘Então Filipe, abrindo sua boca, e começando nesta escritura, lhe anunciou a Jesus’ (At 8.35). É preciso que os crentes, que desejam ganhar almas para Cristo, estudem sistemática, metódica e perseverantemente a Bíblia. Aquilo que a eloqüência, o argumento e a persuasão humana não pode fazer, a Palavra de Deus o faz quando apresentada sob a unção do Espírito Santo.

b. Ter ardente amor pelas almas perdidas:– O evangelismo na igreja primitiva era caracterizado pelo esforço constante dos crentes no cumprimento do ‘Ide’ de Jesus. Nem as proibições, nem as ameaças de morte, nem as prisões, puderam deter aqueles irmãos que inflamados pelo poder de Deus e pelo amor às almas perdidas, em nada tiveram suas vidas por preciosas contanto que pudessem cumprir com alegria a sublime missão que lhes fora dada pelo mestre. Constrangidos pelo amor de Cristo (2 Co 5.14), eles não podiam deixar de falar do que tinham visto e ouvido (At 4.20). Se quisermos lograr êxito no evangelismo em nossos dias, a exemplo de nossos irmãos no início do cristianismo, devemos pedir ao Senhor que nos encha o coração de amor pelos perdidos.

c. Ter a vida santa, separada para Deus:– ‘Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado’; ‘Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão’, (Sl 51.2, 13). Muitos crentes trabalham a toda força e não há frutos. Qual é a razão? O pecado é um impedimento à conversão de pecadores. Se estivermos em pecado, se não estivermos em comunhão com Deus, se estivermos nos descuidando da leitura diária da Bíblia e da oração, fatalmente teremos o coração de pedra e nosso trabalho não frutificará.

d. Aprender com o Mestre Jesus:-Leia agora em sua Bíblia o texto de João 4.1-30 e acompanhe os passos do nosso amoroso Salvador evangelizando a mulher samaritana:

  • (1). Jesus aproveitou a oportunidade – embora cansado e faminto, pregou. Ele teve amor e espírito de sacrifício, tudo por uma alma perdida.
  • (2). Ele esperou o momento de estar a sós com a mulher.
  • (3). Ele não se importou com os preconceitos raciais, sociais ou religiosos.
  • (4). Entrou logo no assunto da necessidade espiritual da mulher.
  • (5). Não se afastou do assunto da salvação e nem se desviou do seu objetivo.
  • (6). Jesus fez a samaritana entender que era uma pecadora.
  • (7). Não atacou seus defeitos nem a condenou.
  • (8). Jesus demonstrou compaixão e interesse na vida da mulher.

e. Ser cheio do Espírito Santo:– A ordem de Jesus à igreja em Mateus 28.20, para pregar o evangelho, está intimamente ligada à afirmação anterior: ‘…é-me dado todo o poder no céu e na terra’, bem como na afirmação posterior: ‘Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos’. Essa promessa foi cumprida na pessoa do Espírito Santo. A presença de Jesus com os discípulos foi trocada pela onipresença do Espírito Santo, que está em toda a parte. O apóstolo Pedro, fraco e tímido antes do Pentecostes, tornou-se em coluna após o revestimento de poder. É o Espírito Santo que capacita o crente e dá direção para a obra de evangelização. Conclusão Como discípulo de Jesus e pregador do evangelho, o crente precisa estar seguro que fora do evangelho não há esperança, não há remédio nem solução para as almas. Deus nos deu o ministério da reconciliação e também pôs em nós a palavra da reconciliação, de sorte que somos embaixadores da parte de Cristo. Eia! Vamos a campo batalhar pelas almas perdidas a fim de enchermos a mesa do Pai! Mãos à obra crente!

QUESTIONÁRIO

1. De acordo com o estudo desta lição, o que é evangelismo?

2. Por que devemos evangelizar?

3. O que a Bíblia recomenda a respeito do ‘tempo’ de pregar a Palavra?

4. Qual o principal requisito necessário à evangelização destacado nesta lição?

5. Quem é que dá direção e capacita o crente para a obra de evangelização?

 

Fim da 13ª Lição

 

Parabéns ,você que dedicou-se aos estudos básicos de discipulado!

Espero que tenha sido de valia para sua vida e crescimento espiritual,o qual nunca acaba,crescemos um pouco á cada dia na “graça e no conhecimento da Palavra de Deus”.

Translate »